Afinal, para que serve o cloro na piscina? Veja 5 doenças que ele pode evitar!

Você sabe para que serve o cloro na piscina? Bom, mesmo que você não entenda exatamente, mas tenha piscina em casa, sabe muito bem que ele é indispensável para manter a saúde de sua família durante os momentos de diversão.

Há doenças que podem ser transmitidas pelo uso de piscinas que não tenham recebido tratamento adequado da água. O tratamento inadequado da água permite a disseminação de bactérias e fungos, por isso, o tratamento adequado da água com cloro é indispensável para eliminar estes microrganismos patogênicos.

No artigo de hoje, vamos falar sobre as 5 doenças comuns que são transmitidas pela água da piscina. Acompanhe!

1. Micose

A micose é uma infecção causada por fungos que atingem a pele, as unhas e os cabelos. É a doença mais comum em pessoas que frequentam piscinas maltratadas. Para evitar a infecção por micoses é importante secar bem o corpo, principalmente os pés, virilha e axilas logo após sair da piscina.

2. Dermatite ou foliculite

A foliculite trata-se de uma inflamação na raiz dos pelos, causada por uma bactéria presente em águas de piscinas que não estejam devidamente tratadas. A foliculite pode ser tratada em casa com uso de sabão antisséptico ou medicamentos prescritos por médicos.

3. Verrugas

Verrugas, como a conhecida “olho de peixe” ou “verruga plantar” é uma doença causada pelo papiloma vírus humano (HPV). O vírus HPV pode penetrar na pele ao andar descalço em locais contaminados com o vírus, como piscinas. A maioria dessas verrugas desaparecem sozinhas com o tempo, embora isso possa demorar um pouco.

4. Tricomoníase

É uma infecção que ataca as vias urinárias e os órgãos sexuais. Ela pode afetar tanto homens quanto mulheres, sendo mais comuns em pessoas do sexo feminino. Nesses casos, se mal curada, pode causar irritação no útero e nas trompas de Falópio.

5. Diarreia

Os vírus e as bactérias causadoras da diarreia são a principal fonte de contágio nas piscinas. Uma pessoa que esteja com diarreia ou a tenha tido cerca de 2 semanas antes de usar a piscina, pode contaminar a água com germes e transmitir o problema a outras pessoas.

Qual a importância da dosagem correta de cloro na água?

Com todas essas doenças relacionadas a bactérias e fungos, você ainda tem dúvidas de para que serve o cloro na piscina? Mas não basta que você limpe a piscina regularmente e jogue cloro na água, a dosagem do produto deve ser correta.

Se a água receber pouco cloro, não será suficiente para matar as bactérias e os fungos contidos na água. Dessa forma, quem usar a piscina ainda corre o risco de se contaminar.

Vale ressaltar que o excesso de cloro também pode trazer danos à saúde dos usuários da piscina, causando alergias e irritações na pele. Portanto, a dosagem de cloro deve ser calculada de acordo com o volume de água de sua piscina.

Qual a importância do cloro para a saúde?

Até agora falamos dos benefícios do cloro para evitar que sua família contraia doenças que podem ser transmitidas pela água mal tratada da piscina.

Adicionalmente, produtos a base de cloro são também utilizados em outros tipos de aplicações, como por exemplo, pelos serviços de abastecimento de água para realizar a potabilização da água para consumo humano.

Produtos a base de cloro são usados também para higienização de frutas, verduras e legumes, eliminando micro-organismos e resíduos de agrotóxicos contidos nos alimentos, que podem prejudicar nossa saúde.

Mas, vale ressaltar que o produto deve estar devidamente registrado na ANVISA para ser utilizado em cada uma destas aplicações

Agora que você já sabe para que serve o cloro na piscina, leia o artigo que preparamos para você saber exatamente como aplicá-lo.

Adicione seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *