Cachorro e piscina. Pode?

cachorro na piscina - hth

Pode sim! Desde que seu animal de estimação esteja saudável, não há restrição alguma para eles curtirem também a diversão da piscina. Porém, alguns cuidados devem ser tomados para manter a segurança de todos. Leia o post completo e confira algumas informações e dicas para garantir a sua alegria e a do seu melhor amigo!

   3

A presença do animal dentro da piscina não altera o tratamento da água.

Sendo assim, o pH deve manter-se entre 7,0 e 7,4 e o nível de cloro tem que estar equilibrado (entre 1 a 3 ppm). Dessa maneira, você garante a desinfecção antes e após o banho do seu cachorro.

Caso o seu companheiro canino urine ou defeque na água, lembre-se: uma supercloração deve ser feita na piscina.

E outra dúvida muito comum entre donos de piscinas que possuem cachorros é se eles possuem algum tipo de alergia aos produtos de tratamento para água da piscina. Se os produtos da hth® forem utilizados nas dosagens recomendadas, seu animal de estimação não sofrerá qualquer problema ou perigo. Mas, alguns animais podem ser mais sensíveis que outros ou possuírem suas particularidades. Logo, garanta a segurança e a saúde do seu bichinho, consultando também um veterinário

4

Por fim, anote algumas dicas  que o Dr. Fernando  faz para ter certeza de que seu cachorro irá apenas se divertir na água e não desenvolver qualquer trauma! Veja:

  • Fique sempre de olho no bichinho dentro da piscina;
  • Após sair da piscina, dê um banho de água doce;
  • Deixe apenas os cachorros adultos entrarem na piscina. Os filhotes ainda não desenvolveram esta habilidade por completo;
  • Não o deixe por muito tempo na piscina, pois pode causar fadiga ao animal e até causar afogamento;
  • Instale uma escada na piscina. Assim, seu cachorro pode sair quando quiser;
  • Evite a exposição por muito tempo ao sol forte e passe protetor solar especifico para cachorro no focinho dele;
  • O cachorro também precisa de hidratação, deixe o pote de agua sempre abastecido;
  • Cachorros braquiocefálicos  (Bulldogs/Pugs e outros) tem mais restrição devendo ser monitorados, e todos devem passar por um condicionamento físico gradativo.

Agora, bom divertimento!

Colaboraram com este conteúdo:

FABIO FORLENZA (Dr. Piscina) 0800-112200 – www.hth.com.br.

FERNANDO DE SOUZA BARBOZA – CRMV 09822 – Médico Veterinário. Sócio Proprietário da Policlínica Animais & Cia (São Paulo e Florianópolis) – http://animalcia.com.br/ – Tel: 11 2727 4966

Adicione seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *