Piscina Superestabilizada e os perigos do Ácido Cianúrico

ácido-cianúrico-na-piscina

Certamente, pessoas que possuem piscina em casa já ouviram falar sobre o uso de ácido cianúrico na piscina como forma de protegê-la das ações dos raios UV. Muito se discute acerca do seu uso e dos perigos que o excesso de ácido cianúrico pode trazer para a piscina e seus banhistas.

Como funciona o Ácido Cianúrico na piscina?

Ao cuidar de uma piscina, o piscineiro tem a opção de utilizar cloro a base de hipoclorito de cálcio, sem adição de ácido cianúrico, ou cloro estabilizado, a base de dicloro que possui o ácido em sua composição química. A escolha depende de diversos fatores.

É comprovado que o uso do cloro estabilizado (dicloro) por um longo período de tempo causa acúmulo de ácido cianúrico na água da piscina, fazendo com que a ação do cloro seja prejudicada.

Ácido Cianúrico é prejudicial à saúde?

Para fazer o tratamento adequado em uma piscina, é necessário não pecar por falta ou excesso de cloro, nestes dois casos, a água está propícia a proliferar doenças e ser prejudicial aos banhistas. É recomendado que o ácido cianúrico não ultrapasse o valor de 50 ppm, caso isso ocorra, a ação do cloro será impedida e facilitará a manifestação de algas, bactérias e vírus.

É preciso ficar atento pois, muitas vezes, as aparências enganam, água transparente não significa água limpa e saudável, sua piscina poderá estar desprotegida e propensa à diversas doenças.

Quando uma piscina está superestabilizada, ou seja, com excesso de ácido cianúrico, é necessário utilizar produtos como o Cloro Granulado da hth® para regular o nível de cloro na piscina. Em casos extremos, será necessário remover parte da água da piscina, o que gera um grande custo e desperdício de água.

Nós da hth® ressaltamos que é necessário ficar atento aos níveis de ácido cianúrico na água, evitando seu excesso. Dê preferência à produtos para piscina que não utilizam ácido cianúrico em sua composição, pois ele faz mal à saúde.

Como avaliar o nível de ácido cianúrico na piscina?

O ideal é que você utilize a fita teste da hth® para fazer o acompanhamento, não só do ácido cianúrico, mas também do cloro, pH e alcalinidade. É com a fita teste que você saberá se precisa abandonar o cloro estabilizado (dicloro) e iniciar o tratamento com o hth cloro granulado.

Doenças que acontecem pela falta de cloro na piscina

O excesso de ácido cianúrico na piscina inibe a ação do cloro, podendo causar doenças como diarréia, conjuntivite, micoses, inflamações no ouvido, irritações na pele, candidíase e muitos outros problemas sérios de saúde que podem ser evitados com o uso do produto adequado.

Comments
  • Amilton Cestari Responder

    Já conhecia o Ácido Cianúrico, mas não sabia que ele é prejudicial a saúde. Obrigado HTH por informar sobre os riscos que ele pode causar. Por isso utilizo sempre os produtos da HTH em minha piscina.

Adicione seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *